O que é fitoterapia? Conheça a técnica

Para explicar o que é a fitoterapia, é importante entender que muitas plantas são ricas em nutrientes e compostos bioativos com efeitos terapêuticos. Portanto, a fitoterapia está relacionada ao estudo desses componentes e suas aplicações para tratamentos de saúde e para promover o funcionamento do corpo humano.

Neste post, um pouco mais sobre a técnica, como funciona e seus benefícios será apresentado. . Também aprofunda o conteúdo introduzindo o conceito e o exemplo dos fitoquímicos, ingrediente ativo presente nas plantas com importantes efeitos protetores.

O que é fitoterapia?

A fitoterapia é uma técnica que estuda as funções terapêuticas de plantas e vegetais na prevenção e tratamento de doenças. Médicos, nutricionistas, farmacêuticos, fisioterapeutas e demais profissionais são capacitados para recomendar fitoterápicos a seus pacientes com o objetivo de melhorar o organismo, combater doenças e prevenir problemas de saúde.

Origem

O termo tem origens gregas: phyton, que significa vegetal, e therapeia, referindo-se ao tratamento. Dessa forma, a técnica é baseada em uma cultura milenar de usar plantas para cuidar da saúde.

Vale ressaltar que a fitoterapia vem agregando continuamente estudos e análises no campo científico. Nesse contexto, pesquisas avaliam o desempenho químico, toxicológico e farmacológico de plantas medicinais e ingredientes ativos.

Como ganhar na lotofácil garantido

Como funciona ?

As plantas produzem naturalmente substâncias para seu próprio desenvolvimento. Seja para crescimento, reprodução, defesa contra agressões ambientais ou para sua formação, acabam produzindo princípios ativos que têm importantes efeitos terapêuticos no corpo humano.

Se forem demonstrados os benefícios associados a essas substâncias, elas podem podem ser usados ​​em medicamentos fitoterápicos, manipulados ou industrializados. Existem ainda opções com a planta em espécie, como B. Chás.

É importante ressaltar que os compostos bioativos das plantas são submetidos a um processo de testes, análises e monitoramento por instituições de saúde pública para garantir uso adequado e seguro.

Benefícios da fitoterapia?

A fitoterapia apresenta varios benefícios, como a composição natural, a biodiversidade disponível e menos efeitos colaterais. Acompanhe a seguir mais detalhes de cada um deles.

Composição

A fitoterapia conta exclusivamente com substâncias de origem vegetal para a composição de medicamentos fitoterápicos, sem componentes sintéticos.

Biodiversidade

As inúmeras espécies vegetais e alimentos de origem vegetal abrem oportunidades para a descoberta de novos ingredientes ativos e soluções à base de plantas. O Brasil, em especial, possui uma grande variedade de hortaliças, o que pode favorecer o desenvolvimento da tecnologia e mais opções disponíveis.

Efeitos colaterais

O fato de um medicamento ser natural não significa que não tenha efeitos colaterais ou contraindicações! Por isso, recomenda-se o acompanhamento médico.

Além de saber o que é fitoterapia, é importante conhecer as substâncias que produzem o efeito da técnica. Entre eles, os fitoquímicos são ingredientes ativos importantes para proteger as plantas e os alimentos vegetais, como frutas, verduras, grãos e algas.

Saiba como os fitoquímicos também podem proteger o corpo humano.

O que são fitoquímicos?

Os fitoquímicos são compostos naturalmente encontrados em plantas cujas propriedades são de defesa ou prevenção de doenças. Em nosso corpo, eles também desempenham um papel protetor, antioxidante, anti-inflamatório, antifúngico, bactericida e estimulam o sistema imunológico.

Benefícios dos fitoquímicos para o corpo

Alguns estudos evidenciam a atuação benéfica dos fitoquímicos no corpo e apontam para efeitos que ajudam a melhorar a saúde. Dentre eles, é possível citar que:

  • estimulam o sistema imunológico contra o excesso de radicais livres e outros agentes;
  • reduzem a oxidação, o dano às células que ocorre com o envelhecimento e a exposição à poluição;
  • reduzem a inflamação que proporciona um meio favorável a doenças;
  • bloqueiam o potencial de substâncias cancerígenas, provenientes da dieta e do meio ambiente;
  • diminuem a taxa de crescimento das células cancerígenas;
  • promovem a morte de células danificadas;
  • evitam danos ao DNA e ajudam no seu mecanismo de reparo;
  • ajudam a regular os hormônios, como o estrogênio e a insulina.

Alimentos ricos em fitoquímicos

Muitos alimentos de origem vegetal possuem fitoquímicos importantes em sua formação. Para este post, foram selecionados 5 alimentos que contêm compostos bioativos com benefícios para o corpo humano, que podem ser incluídos na dieta ou indicações fitoterápicas para melhorar a saúde e proteger o corpo.

Berries

As berries (mirtilo, amora, framboesa, cereja, morango e cranberry) são consideradas uma das melhores fontes de compostos bioativos e são ricas em antocianinas. Trata-se de pigmentos que, além de colorir as frutas em tons de vermelho a azul, estão relacionados a:

  • melhora da visão, em especial a noturna;
  • efeitos positivos na redução e inibição de células tumorais ligadas ao câncer;
  • proteção cardiovascular e melhora da pressão arterial;
  • auxílio na prevenção de diabetes tipo 2 e obesidade;
  • otimização das funções cognitiva e motora.

Cacau

Rico em diversos compostos bioativos, o cacau apresenta, além de características antioxidantes, outras atuações importantes para a proteção do corpo, como:

  • diminui o risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares;
  • proporciona uma sensação de prazer e bem-estar através do estímulo da produção de serotonina e dopamina, conhecidos como hormônios da felicidade.

Café

Os fitoquímicos do café, que incluem os ácidos clorogênicos e a cafeína, provavelmente são as substâncias antioxidantes mais consumidas regularmente pelos brasileiros amantes do café. Além de conferir sabor à bebida, os ácidos clorogênicos exercem:

  • efeito protetor do DNA contra o estresse oxidativo;
  • aumento dos níveis de glutationa (importante antioxidante),contribuindo na redução do risco associado às doenças cardiovasculares e diabetes tipo 2.

Leia como ganhar na lotofácil toda semana

Chá-verde

Um dos principais bioativos do chá-verde é a catequina EGCG – importante composto antioxidante – que apresenta efeitos, como:

  • aumento da ação metabólica;
  • estímulo à queima de gordura;
  • aumento da vasodilatação, o que favorece o transporte de oxigênio aos tecidos musculares e, consequentemente, a melhora do desempenho durante a prática de atividades físicas.

Tomate

É considerado um alimento antioxidante e é rico em licopeno, substância responsável pela coloração avermelhada do tomate, a qual tem importantes propriedades, como:

  • efeito protetor contra doenças cardíacas;
  • prevenção e proteção contra o câncer, em especial o de próstata;
  • é mais bem absorvido e biodisponível quando sofre aquecimento, por isso, o molho de tomate é uma opção indicada para consumo.

Além de saber o que é fitoterapia, é importante saber quais substâncias estão presentes na composição de plantas e alimentos vegetais, como os fitoquímicos, para saber quais são os mais indicados para cada tratamento.

Foco em In além de proteger o corpo, os fitoquímicos têm funções medicinais e um papel importante na otimização da nossa saúde.

Para ampliar seu conhecimento sobre outras terapias e ciências como a fitoterapia, leia o conteúdo sobre homeopatia e entenda um pouco mais sobre o tema .